Castelo de Windsor

03/12/2016 10:40

O costume do encastelamento (residir em castelos) é um hábito que remonta à Baixa Idade Média. Historiadores e estudiosos afirmam que esta tradição passou a agir de forma predominante a partir do século 10.

A partir da virada do milênio, os castelos são arquitetados com madeira e apenas resguardados por um fosso. Muitas vezes, não passam de uma edificação com somente uma torre. Com o tempo, passam a exibir as características que conhecemos hoje, com ampliações e muralhas.


O castelo mais antigo do mundo ainda em atividade, também teve origens “humildes”, de madeira. Windsor foi erguido no ano de 1070, por Guilherme, o Conquistador, para proteger e assegurar a região sobre seu poder real.

Desde o começo, a função dos castelos foi intimamente ligada à realeza. Além da função de proteger – que a maioria das pessoas se atentam -, eles eram principalmente construídos como uma forma de demonstração de poder, do domínio de um grupo de pessoas sobre uma área específica e seus habitantes e produtos.

Entre as centenas de castelos do Reino Unido e da Inglaterra, Windsor é o maior, com cerca de 50 mil m². Ainda costuma ser utilizado pela rainha Elizabeth II como uma das residências oficiais da família real britânica.

Entre as partes da construção mais interessantes e disponíveis para visitação, estão os aposentos dos antigos reis, a Câmara de Waterloo e o Salão de São Jorge, onde a rainha costuma receber eventos oficiais. Turistas podem conhecer o castelo por £ 20 (R$ 80).

Voltar